Novo Tempo

legenda

Novo Tempo

País vive crise de ideologia – o que interessa é o voto e nada mais


Por marciobasso 06/10/2010 - 12h13

A luta pelo poder político deixa seus postulantes em situação delicada, que coloca em xeque até mesmo a ideologia defendida. Neste segundo turno, Marina Silva é cortejada pelo PT e pelo PSDB.
Se apoia o PT, ela desconstrói sua imagem ética que imprimiu nessa campanha, justamente por ter deixado o partido por não concordar com os rumos da legenda.
Se apoiar o PSDB, ela vai pelo mesmo caminho, por ter feito várias críticas aos tucanos durante a disputa.
A questão do aborto, considerada como um ponto nevrálgico que tirou votos de Dilma, tanto da parte de católicos quanto de evangélicos, está sendo revista.
O PT pretende retirar de seu programa de governo a aprovação do aborto. Como confiar em estratégias tomadas unicamente para angariar votos?
E se o PT tivesse ganhado no primeiro turno? Essa é a crise que o nosso país passa. Uma crise de consistência ideológica. Mudar de posição e maquiar opinião que venha resultar em perda de votos, é um caminho perigoso
Voltar atrás é muito positivo em questões humanas quando os erros são considerados, mas politicamente, isso mostra apenas o interesse pelo voto e nada mais. 
Elias Teixeira