Novo Tempo

legenda

Novo Tempo

Nascimento de filhotes de gatos africanos tem comemoração dupla


Por patricia.pieper 28/03/2011 - 04h43

O nascimento de dois filhotes de gatos de pata preta africano em Nova Orleans, em fevereiro, mereceu comemoração dupla:  foram os primeiros gatinhos de sua espécie (que está ameaçada de extinção) a nascer de um embrião congelado e vieram ao mundo pelas mãos da equipe do Instituto da Natureza Audubon, nos Estados Unidos.
 
Os embriões ficaram quase seis anos congelados antes de serem implantados na mãe de aluguel, uma gata doméstica chamada Bijou. O pai dos bichanos, Ramsés, teve os espermatozóides coletados em 2003 e a mãe, Zora, os óvulos em 2005, época em que foi feita a fertilização in vitro e o congelamento dos embriões.
A importância da Institutos como o Audubon, que tem um zoológico e um aquário, e reproduz espécies em cativeiro deve ser cada vez maior como ferramenta para mantê-las vivas. “A reprodução em cativeiro é uma ferramenta de conservação da qual necessitamos, é uma solução de curto prazo, mas não deve ser negligenciada e deveria ser implementada antes que certas espécies cheguem ao ponto em que garantir sua existência seja impossível”, afirmou ao iG Dalia Conde, do Instituto Max Planck, uma das autoras de um artigo sobre o tema publicado há duas semanas no periódico científico Science.
Atualmente, segundo o texto, uma em cada sete espécies ameaçadas de extinção podem ser encontradas em um zoológico ou aquário, o que facilita tomar as ações necessárias para a reproduzi-las.
Fonte: IG