Novo Tempo

legenda

Novo Tempo

Irã rejeita asilo a condenada à morte


Por marciobasso 17/08/2010 - 11h14

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, disse ontem que a iraniana condenada à morte, Sakineh Ashtiani, não será enviada ao Brasil para “não criar problemas” para o presidente brasileiro Lula.
Há duas semanas, o Palácio do Planalto indicou que estaria disposto a recebê-la como refugiada, mas as declarações de Ahmadinejad praticamente eliminaram essa possibilidade.  Além da resposta pouco animadora do presidente iraniano, a Embaixada do Irã em Brasília também criticou a oferta brasileira de asilar uma iraniana condenada à morte por apedrejamento.
Em 2006, a iraniana havia sido condenada a 99 chibatadas por adultério. Um ano depois, sua pena foi revista e ela foi sentenciada à morte por apedrejamento. Diante da pressão internacional, há dez dias, o governo iraniano desistiu do apedrejamento, mas modificou a pena para incluir também a condenação pela morte do marido. Nesse caso, ela seria enforcada. 
Fonte: O Estado de S.Paulo