Novo Tempo

legenda

Novo Tempo

Fiocruz quer desenvolver novo medicamento contra a malária


Por Gabriela Frontini Ruela 22/11/2010 - 03h06

O Instituto de Tecnologia em Fármacos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) está realizando pesquisas para desenvolver um novo medicamento contra a malária. O objetivo do fármaco é combater a doença sem a mesma intensidade de efeitos colaterais causada pelos remédios usados atualmente.
A Fiocruz está trabalhando com o sal híbrido Mefas – um insumo farmacêutico resultante da combinação das substâncias artesunato e mefloquina. Segundo a instituição, estudos têm mostrado que o Mefas é mais eficaz contra a malária do que outros medicamentos recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS).
Além disso, segundo a Fiocruz, os testes mostraram que o fármaco causa menos efeitos colaterais, pois o sal híbrido não apresentou toxicidade mesmo quando utilizado em dose 100 vezes superior à necessária. Outra vantagem é que o Mefas consegue curar a malária com metade da dose de outros remédios, de acordo com testes feitos em animais. A meta dos pesquisadores agora é encontrar um parceiro que viabilize a realização dos estudos finais para se chegar ao produto registrado.
(fonte: Último Segundo)