Novo Tempo

legenda

Novo Tempo

Documentário sobre Ruanda pós-genocídio é lançado em Brasília


Por marciobasso 14/06/2010 - 10h28

No coração da África Central, uma nação de sete milhões de habitantes viveu o que se pode chamar de inferno. Por longos cem dias não houve distinção religiosa, grau de parentesco, respeito mútuo, tampouco respeito à vida. Apenas um sentimento superou a razão humana, o ódio de hutus contra tutsis. A ordem máxima era matar.
De abril a julho de 1994, Ruanda foi lavada pelo sangue de quase um milhão de vítimas, mortas em sua maioria por golpes de facão ou da forma mais grotesca possível. São memórias que para muitos durarão a eternidade.
Após 13 anos do fatídico abril de 1994, três jovens jornalistas, com a cara e a coragem, embarcaram para Ruanda para registrar como estava o País depois do genocídio.
Em 16 dias, Paulo Mondego, Larissa Jansson e Joelmir Melo gravaram depoimentos e cenas do cotidiano do povo ruandês para produzir o videodocumentário “Memórias Feridas, o Renascer de uma Nação”.
O documentário será lançado na próxima quarta-feira, 16 de juho, às 19h30, em Brasília, com exibição do vídeo, bate-papo com os jornalistas e coquetel, no novo espaço da Livraria Cultura no Iguatemi, o Teatro Eva Hertz. A entrada é de graça.
Com informações da Assessoria de Imprensa.