Novo Tempo

legenda

Novo Tempo

Consumo de embutidos aumenta em 42% o risco cardíaco


Por marciobasso 20/05/2010 - 05h44


Consumir 50 gramas de carne processada por dia também pode diabetes tipo 2 em 19%, diz revisão de pesquisas das quais participaram 1 milhão de pessoas

Pesquisadores Escola de Saúde Pública de Harvard, analisaram 20 estudos de diversas partes do mundo envolvendo mais de 1 milhão de pessoas, sobre os efeitos da carne processada na saúde – já se sabia que seu consumo pode estar relacionado a casos de câncer de intestino.
A descoberta da pesquisa foi que 50 gramas diários de alimentos como bacon, salsicha e presunto podem aumentar o risco de problemas cardíacos em 42% e de diabete tipo 2 em 19%. Cinqueta gramas é o mesmo que 2 fatias finas de bacon ou a salsicha de um cachorro quente simples.
A pesquisa considerou qualquer carne que tenha sofrido processo de salgamento, cura ou defumação. A explicação estaria relacionada a estes processos que, normalmente, envolvem muito sal e conservantes químicos.
“A carne processada contém quatro vezes mais sódio e conservantes a base de nitrato. Isso sugere que sal e conservantes, mais do que gorduras, aumentem o risco de ataque cardíaco e diabetes”, diz a líder da pesquisa, Renata Micha.
O sal é conhecido por aumentar a pressão sanguínea, o que pode aumentar o risco de problemas cardíacos. E alguns estudos sugerem que conservantes de nitrato aumentam depósitos nas artérias, o que dificulta a capacidade do corpo de processar açucares, e por consequência, aumenta ainda mais as chances de problemas de coração e diabetes.
Agências Internacionais.