Novo Tempo

legenda

Novo Tempo

Ação quer garantir que adventistas realizem concurso público


Por marciobasso 02/08/2010 - 09h49

Cinco candidatos inscritos em concurso público para cargos do Ministério Público da União (MPU) entraram com mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF), em que pedem a alteração da data do exame ou horário alternativo. Os candidatos são quatro bacharéis em Direito e um licenciado em História. 
A Assessoria Jurídica da Igreja Adventista do Sétimo Dia na América do Sul acompanha o assunto, que deve afetar em torno de 500 estudantes no Brasil. Para os adventistas do sétimo dia, o sábado é um dia de repouso e adoração a Deus (www.sabado.org), conforme o relato bíblico de Êxodo 20:8-11 (http://is.gd/dYefo).
Providências estão sendo tomadas em conjunto. A primeira é a de explicar ao Supremo Tribunal Federal (STF) todos os aspectos que envolvem a guarda do sábado e a outra é a de garantir que os candidatos do concurso do MPU façam a prova sem prejuízo a suas crenças. O ingresso na Justiça foi destaque em vários meios de comunicação brasileiros, inclusive sites jurídicos e governamentais, inclusive no portal do Supremo Tribunal Federal (http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=156807).
Todos os adventistas inscritos no concurso público do MPU para analista devem entrar em contato imediatamente com as assessorias jurídicas da Igreja Adventista nas suas regiões e informar seu nome completo, CPF e número de inscrição para que sejam enviadas as informações para a Divisão Sul-Americana.
Fonte: Equipe ASN, Felipe Lemos, com informações do site G1